CADASTRE-SE AQUI para receber nossa newsletter e concorrer ao sorteio, no dia 15/09/2017, de um livro impresso do autor

sábado, 30 de novembro de 2013

Estruturas de paralelismo sintático e semântico


Ideias fragmentadas só resultam em textos quebrados quando os seus elementos de conexão e coesão não atuam no mesmo campo de reflexão.(Juahrez Alves)

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Amar não é fácil

Se amar fosse tão fácil, Deus não teria criado o ser humano para o espírito praticar o amor.(Juahrez Alves)

O corpo muda e a gente envelhece

O corpo muda e a gente envelhece, mas alma se transforma, e o espírito está sempre se renovando no seio da eternidade.(Juahrez Alves)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Expressões artísticas

Por Juahrez Alves                                                

O mundo não seria um planeta habitável se não fossem as expressões artísticas, que nos fazem ascender às profundezas do imaginário sobre as nossas cabeças, em qualquer lugar do zodíaco ou do além-zodíaco e, até mesmo, nos recônditos do nosso mundo particular, preso às correntes do nosso pensamento. 

Os acordes de uma linda canção, por exemplo, que nos afastam da lucidez, é o verdadeiro ópio dos santos. Uma tela retratando uma realidade-irreal analisada com a extravagância da imaginação, é sadio e arrebatador. A dança que nos fazem volitantes como se galopássemos nas “costas do vento”, induzindo-nos a convicção de que somos capazes de praticar o impossível, é como a força do amor. 

Enfim, toda arte nos carrega para o que é mais nobre e puro, e nos impulsiona para as aspirações do belo e do útil, porque nos faz refletir em busca de renovação. Contudo, é lamentável, é triste, ver que muitos usam essa arte como trampolim para cair na alienação das drogas, retardando ainda mais, a felicidade natural em troca dos prazeres artificiais, passageiros e prejudiciais à saúde do corpo e do espírito.

Evolução espiritual e progresso moral

A evolução espiritual é resultante do progresso moral.(Juahrez Alves)

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Beleza física

Mesmo se a beleza física fosse eterna, jamais refletiria a beleza da alma. (Juahrez Alves)

No Universo ainda predomina a escuridão

No Universo ainda predomina a escuridão, mesmo com uma infinidade de estrelas brilhando na imensidão. É  por isso que Deus precisa da luz do seu coração. (Juahrez Alves)

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Com a espada na mão

Quem ama a sua pátria tem o dever de estar sempre com a espada na mão.(Juahrez Alves)

A vontade de Deus

A vontade de Deus é encher o mundo de gente para a terra comer.(Juahrez Alves)

domingo, 24 de novembro de 2013

A nossa Bahia

Por Juahrez Alves

Conforme dizem, a Bahia é um celeiro de talentos artísticos, onde por todo lado ouve-se os cantos e batuques da rapaziada, até nos fundos dos ônibus coletivos de Salvador e das cidades mais populosas do Estado.

No entanto, a frequência maior desse hábito é mesmo por toda a periferia da capital baiana, onde se vê o povo dançando nas esquinas e os meninos alegres, mesmo de barriga vazia, agarrados em seus tambores de lata, gaitas de papel e outros apetrechos e artifícios, acompanhando a música que vem lá de dentro do barzinho, de quase todo barzinho de fim de semana, provocando a ginga das belas negras quase nuas, exibindo o que a natureza lhes deu, o que o santo não gosta, o que o diabo atocha, mas no final sai uma mistura bacana, o profano na terra mística, na baia de Deus.

Tudo isso é o que a nossa Bahia tem: o desmedido na medida certa para o baiano driblar o sistema, fazendo de um poema um meio de vida. Fazendo de um instrumento, a sua razão de ser e de acontecer, de amar, de levar a fama de não nascer, estrear, com a beleza e o sentimento à flor da pele, melhor jeito de amar, não há. Eita Bahia arretada.

sábado, 23 de novembro de 2013

A força é de quem empurra

A força não é do empurrado, é de quem empurra.(Juahrez Alves)

Para que serve o passado?

Será que o passado serve para algo mais, senão se transformar em lembranças para nos encher de saudade? (Juahrez Alves)

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Os três aspectos da invencibilidade

Força, coragem e confiança, são os três aspectos da invencibilidade.(Juahrez Alves)

A formalidade

A formalidade é inimiga da descontração e da liberdade, e ainda costuma confundir respeito com a ideia de submissão.(Juahrez Alves)

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Essa canção virou uma cachaça

Se eu furar o disco a culpa é sua, porque essa canção já virou uma cachaça.(Juahrez Alves)

Você tem um jeito!



Por Juahrez Alves

Você tem um jeito 
Que nunca vai deixar de ser 
Que nem a morte pode destruir 
Nem mesmo outro renascer. 
Você tem um jeito 
Que é difícil de esquecer.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

O mestre e o menino

                                                                                
Crédito da imagem: http://walterbjr.blogspot.com.br
Um menino chegou a um mestre oriental e questionou:

          - Senhor, vemos tanta gente bonita andando por ai, mas que com certeza, quando envelhecer vai ficar com a cara toda enrugada.

          O mestre olhou para o menino e sorriu, porque percebeu nele uma grande sede de conhecimento, mesmo na sua pouca idade.

           - Filho, se você pudesse ver a aura das pessoas, certamente, ficaria sabendo quem é belo de verdade,  pois é nesse contexto que a beleza resplandece com tanta intensidade que ofusca totalmente a aparência do corpo. No entanto, mesmo se a beleza física fosse eterna, jamais refletiria a beleza da alma. - respondeu-lhe o mestre.

Por Juahrez Alves


segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A palavra escrita e falada

A palavra escrita é a impressão do pensamento, e a palavra falada é a voz ou o som do pensamento.(Juahrez Alves)

domingo, 17 de novembro de 2013

Laços do coração

Os laços de sangue nem sempre são laços do coração.(Juahrez Alves)

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Amazônia: Independência ou morte!

Por Juahrez Alves

          É muito triste ver o planeta caminhando para situações climáticas extremas em várias regiões, e governantes de várias nações agindo com indiferença em relação ao desmatamento e a degradação da Amazônia, porque não é uma questão, apenas, dos países que a compõe, mas de todo o mundo, entendendo-se que se trata de um terço da reserva mundial de áreas verdes.
          No entanto, sabe-se que o Brasil sendo detentor de 60 por cento da floresta, deixando o Peru com 13 por cento, e o restante distribuído entre Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guianas e Suriname, é o maior responsável pelas coisas ruins que acontecem por lá, cuja área devastada já ultrapassa a faixa dos três mil quilômetros quadrados. 
          E o que se vê são discursos eleitoreiros das autoridades brasileiras, enquanto os madeireiros degradam e os posseiros e grileiros desmatam, sem qualquer tipo de consciência ecológica para a própria sobrevivência da Humanidade. 
              Portanto, diante de tanto despropósito por parte de um governo irresponsável, o Brasil está sujeito à interferência externa ou pelo menos fica com essa vulnerabilidade em sua soberania, diante de alguns países menos indiferentes que podem, em algum momento, passar a encarar essa situação como um problema emergencial. 
         Oxalá, se todos os cidadãos e cidadãs do mundo se organizassem, independentes dos seus governos, e voltassem os seus olhos para esse grande território detentor de todas as riquezas naturais, e gritassem com todo vigor: "Independência ou morte!"

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Os quatro aspectos da tridimensionalidade

Eis os quatro aspectos da tridimensionalidade: forma, conteúdo, qualidade e quantidade. (Juahrez Alves)

Pastor sem cajado

Um maestro sem batuta pode reger uma orquestra, mas um pastor sem o seu cajado não consegue tocar o seu rebanho.(Juahrez Alves)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A imortalidade da alma é uma grande escada

A imortalidade da alma é uma grande escada por onde o espírito vai subindo de degrau em degrau até atingir a eternidade.(Juahrez Alves)


terça-feira, 12 de novembro de 2013

A gente tem que ter ambição

A gente tem que ter ambição, mas consciente que não vai levar dinheiro no caixão.(Juahrez Alves)

O caminho da felicidade

Você só consegue ser feliz ajudando aos outros. Isto é definitivo.

Viciado em curtir você

Eu sou viciado em curtir você. (Juahrez Alves)

Está tudo bem

Quando as lembranças vêm, a saudade também vem atrás para nos dizer que está tudo bem.(Juahrez Alves)

Amor não é prisão, nem liberdade é falta de respeito

Não devemos confundir amor com prisão, nem liberdade com falta de respeito.(Juahrez Alves)

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Aos irmãos das Filipinas

Aos irmãos das Filipinas: Disse Jesus: "No mundo tereis aflições, mas coragem! Eu venci o mundo". (João, 16:33)


Só os fortes sobrevivem

Viver é facil, os animais também vivem, mas sobreviver é tão difícil que só os fortes sobrevivem.(Juahrez Alves)

Habitando dois mundos

Quando o espírito se faz carne, passa a habitar dois mundos. (Juahrez Alves)


domingo, 10 de novembro de 2013

Ponto de equilíbrio

O aprendizado é o ponto de equilíbrio entre o certo e o errado, o bem e o mal.(Juahrez Alves)

As estruturas do Axé Music estão abaladas?


Por Juahrez Alves

O Axé Music, que há décadas vem movimentando o carnaval do país inteiro e aquecendo a nossa economia, tendo a Bahia como vitrine cultural e berçário industrial da música, vive um momento de sobressalto e expectação com os últimos acontecimentos que agitaram a imprensa, envolvendo Bell Marques, Daniela Mercury , Claúdia Leite e Gilberto Gil.
O rebuliço foi grande quando Bell Marques, vocalista do Chiclete com Banana, anunciou a sua saída do grupo e, emocionado, explicou o seu desgaste que chegou à exaustão junto à banda, deixando claro que a melhor decisão seria o seu afastamento para seguir carreira solo.
Essa notícia bombástica estourou logo no meio de outras revelações de potencialidades baianas que vêm enriquecendo a avenida de Salvador, como os camarotes de Daniela Mercury, Claudia Leite e 222 de Gilberto Gil. Os dois primeiros já confirmados que deixarão de existir alegando dificuldade na captação de verba junto aos patrocinadores, e o último demonstrando apenas certo descontentamento em levar adiante esse projeto, alegando os mesmos motivos das duas primeiras divas do carnaval. 
As redes sociais enlouqueceram com fãs de todos os lugares descarregando as suas decepções e discutindo o futuro do circuito da folia. Muitos falaram sobre o profundo abalo nas estruturas da festa. Segundo eles, uma enorme depressão estaria prestes a se abrir nos anseios dos chicleteiros e admiradores dos artistas convidados, que sempre se debruçaram nas balaustradas de alguns camarotes do circuito Barra-Ondina, supervalorizando assim o espírito deste grande movimento perante a mídia nacional e internacional. 
No entanto, sabe-se que a renovação é uma lei da natureza, e partindo desse princípio, fica óbvio que a folia baiana não vai morrer com a derrocada de alguns setores, porque a cultura brasileira necessita de sua interferência para estar, constantemente, alimentando o sonho, a fantasia e o bolso do nosso povo com o fortalecimento do turismo e do mercado financeiro. 
Que venham novos artistas, novos camarotes de outras beldades, novos estilos e novas emoções, porque a Bahia não pára de inovar e de chegar sempre na frente na corrida da criatividade.

sábado, 9 de novembro de 2013

Sorriso limpo

Um sorriso limpo, sem mácula, é aconchegante e tranquilizador.(Juahrez Alves)

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Bolsa família

Por Juahrez Alves

O Projeto "Bolsa Família", apesar de ter sido bem intencionado pelo governo, também estimula o aumento desordenado da população, pois para muitas famílias, ter filhos virou uma fonte de renda. E o governo, será que sabe o que fazer sem nenhum planejamento familiar? De uma coisa ele tem certeza: garante milhões de votos nas eleições.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

As exceções

As exceções não são predominantes.(Juahrez Alves)

Os políticos não querem renovação

Os políticos não querem renovação no Congresso, eles querem é reeleição.(Juahrez Alves)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Música de Márcio Victor é plágio de Carlinhos Brown?

Por Juahrez Alves 

Também não deixou de ser por acaso que me deparei com a música "Dor de Mãe", do Márcio Victor, quando assistia ao programa local Brasil Urgente da Rede Bandeirantes, aqui em Salvador.
O romantismo com recheio de protesto contra crimes que vitimam menores é a novidade do seu novo trabalho. No entanto, é bem provável que os autores da música tenham se inspirado na composição "Tantinho" do mestre Carlinhos Brown. Isto é levemente notório na extensão vocal de alguns trechos, quando a semântica sonora é idêntica nos dois conceitos apresentados, percebida somente na frequência das notas musicais no finalzinho de alguns acordes, que insinua querer nos fazer lembrar da bela canção do Cacique baiano. 
É sempre positivo querer seguir bons exemplos, mesmo com falta de criatividade.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Caetano Veloso não está prosperando em suas composições

Por Juahrez Alves

Adoro Caetano, sem nenhuma dúvida, ele é considerado o maior artista da MPB. No entanto, de alguns anos pra cá, ele não tem prosperado em suas composições. São músicas com letras inteligentes, como sempre, mas com uma melodia depressiva, cansativa e entediante. Inclusive, os shows que eu assisti, não consegui ficar até o final.

Os Olhos do Senhor

Os olhos do Senhor estão na força de Sua onipotência, na beleza de Sua onipresença e na sabedoria de Sua onisciência.(Juahrez Alves)

domingo, 3 de novembro de 2013

Música de Cláudia Leite é plágio?

Por Juahrez Alves

Por acaso, eu estava ouvindo a música "Água", de Claudia Leite, e os seus elementos sonoros e textuais me fizeram lembrar de "Água Mineral", do Carlinhos Brown. Logo pensei na possibilidade de uma imitação, mas como não notei evidências nesse sentido, caracterizando apenas uma suposta intenção de se fazer uma obra pensando em outra, sem nenhum sinal de humor, também não se poderia falar em paródia (imitação cômica) da obra do Brown.
No entanto, fiquei sem poder negar que a obra do grande artista foi, no mínimo, parafraseada. Bem melhor do que se falar em plágio.

O Senhor está em qualquer lugar

O Senhor está em qualquer lugar, nos templos, na selva, no meio das multidões, à beira dos rios e à beira-mar.(Juahrez Alves)

sábado, 2 de novembro de 2013

O espírito é o impulso da força

O espirito é o impulso da força, e a força é o sopro da essência criadora.(Juahrez Alves)

O Pré-Sal é doce para o governo

O Pré-Sal é doce para o governo e salgado para os brasileiros. (Juahrez Alves)

Amigo de político

No Brasil, quem não é amigo de político, é excluído.

Texto literário

Um texto só pode ser considerado literário quando privilegia a fantasia e a beleza da escrita.(Juahrez Alves)

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Crítica do sofá

É fácil criticar sentado no sofá. (Juahrez Alves)