INICIO               O AUTOR NA IMPRENSA                 LOJA                BIOGRAFIA                 CONTATO 

São mais de 1.600 frases. Procure uma frase:

sexta-feira, 26 de maio de 2017

A complexidade da criação do mundo e das espécies


Juahrez Alves

Como os seres humanos foram criados por Deus Para se chegar à criação dos seres humanos se faz necessário, antes, a definição sobre Deus. Foi dito a Allan Kardec que “Deus é a Inteligência Suprema, causa primeira de todas as coisas”, diferentemente do que a ciência já desconfia de que Deus é uma consciência cósmica, qualidade dos arcanjos, seres criadores altamente poderosos que sustentam toda a estrutura universal com a grandeza e poder de suas auras e mentalizações. 

Dando um exemplo bastante grosseiro, o Universo foi criado, e continua sendo, com o mesmo padrão-estrutural–harmônico da internet que pode ser chamado aqui de universo, os computadores de mundos, a placas-mãe de natureza-mãe, a memória dos computadores de alma, a energia de corpo sutil, e o arcabouço do aparelho de corpo material, modelo predisposto a toda espécie de programação, como os jogos de vídeo games, robôs, etc. 

Este modelo é apenas uma pequena imitação da programação virtual lançada pelo Criador, onde tem todo o princípio para o desenvolvimento e consecução de toda sorte de leis para o surgimento da vida em todo o seu contexto. Os éteres cósmicos são pequenos fragmentos da Inteligência Suprema que enchem o cosmos caindo sobre a existência como fagulhas de fogos de artifício, programados para criarem os átomos, que como já foi dito pelas tradições esotérica, possuem matéria, energia e consciência, e que se encarregam de criar os corpos pela lei de atração magnética, dando origem ao reino mineral, natureza-mãe, encarregada de elaborar a vida, pois nesse reino, a consciência que está impregnada no átomo é nada mais, nada menos do que um princípio inteligente, que pela lei do magnetismo se elabora de maneira tão espantosa que se juntam para condensar a matéria, até que ao longo de milhões de anos alguns elementos vão sofrendo uma espécie de ruptura ou mutação para a eclosão do reino vegetal que mais tarde se encarrega de fazer surgir o reino animal. Neste último reino, a natureza-mãe passa a ser a detentora da consciência coletiva fragmentada de grupo, onde os animais só possuem a capacidade de agirem por instintos e em bandos por não terem a noção de si mesmos, mas se elaborando de tal forma que os mais evoluídos já agem com um pouco mais de independência e mais próximos da individualidade dos seres humanos, tudo obedecendo a leis complexas que vem sendo elaboradas desde o átomo para a constituição dos corpos das diferentes espécies até chegar no reino hominal. 

Todavia, o mais curioso é que mesmo os seres humanos sendo portadores de individualidade precisam viver em sociedade, porque a sua inteligência ainda é grupal, subordinada à consciência coletiva da natureza, até que seja emancipada com a conquista da perfeição, a exemplo dos seres arcanjélicos que são os administradores do Universo, logos planetários em harmonia com os logos solares em total consonância com o Logos Cósmico que é Deus, pois assim como na internet há um computador central de controle e administração, nos altos padrões da administração sideral, também há um computador cósmico de comando com a mesma finalidade sob os cuidados dos arcanjos, seres perfeitos, que são como Deus, mas que nenhum deles é Deus supremo, assim como os robôs são como os seres humanos, mas que nenhum deles é humano. 

Ironicamente, este texto é recheado de questionamentos, ao invés de respostas. 

 Juahrez Alves

Nenhum comentário :

Postar um comentário